Av. São Paulo, n° 199 - Teixeira de Freitas/BA - CEP:45990-310

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Post_blog_algartech_inteligencia_artificial-740x450

 

Conceitos relacionados ao sucesso profissional baseados em paradigmas antigos vêm sofrendo transformações. Durante muito tempo, o sucesso foi avaliado pela capacidade de raciocínio, habilidades matemáticas e espaciais, mais conhecida como QI. Embora esses conceitos continuem sendo utilizados, novas discussões sobre tais fatores de sucesso acrescentam a Inteligência Emocional como a maior responsável pelo sucesso ou insucesso profissional.

O dia a dia de trabalho é envolvido por questões de relacionamento humano. Assim, aqueles com melhores capacidades de se relacionar e de se desenvolver qualidades como compreensão e gentileza, possuem melhores chances de sucesso.

É necessário que as pessoas busquem usar as suas emoções de uma maneira positiva e racional, a fim de se alcançar os resultados esperados.

Basicamente, define-se Inteligência Emocional como a capacidade de administrar as emoções para alcançar objetivos. A partir desta definição, é possível entender porque as pessoas devem saber lidar com seus medos, inseguranças e insatisfações em prol do êxito nas atividades. Esta competência, que cada vez mais tem o papel de diferenciar os profissionais, permite desenvolver um ambiente harmonioso e, ao mesmo tempo, ser produtivo em ideias e resultados.

Quando o profissional desenvolve esta competência, traz diversas vantagens para seu dia a dia e sua carreira, como por exemplo, promoções rápidas, trazer resultados efetivos para a equipe e para a empresa, ampliação da rede de relacionamentos e aprendizado com maior facilidade.

Os sentimentos desenvolvem sinais que intuitivamente, definem e colaboram para tomadas de decisões, principalmente quando se trata de decisões relacionadas às pessoas, que são fontes de sentimentos, e saber reconhecê- los de forma a serem aliados importantes nas relações intrapessoais de liderança e liderados.

Referindo-se aos conceitos, a Inteligência interpessoal: é aquela definida pela capacidade de se relacionar com outras pessoas, conseguindo perceber seus sentimentos e emoções, ferramenta essencial para momentos em que é necessário liderá-las, e a inteligência intrapessoal: é o conhecimento de si, saber identificar e gerenciar suas próprias emoções para se automotivar e se autoliderar.

Assim, quanto maior o grau de conhecimento dos sentimentos, melhor a capacidade de administrá-los e de tomar decisões eficazes nos momentos certos e necessários, proporcionando melhores resultados e crescimento pessoal e profissional.

Conclui-se, enfim, que a Inteligência Emocional é um grande recurso para o sucesso de uma pessoa, profissional e pessoalmente. Afinal, a pessoa que é emocionalmente inteligente tem totais condições de incentivar a si mesmo e de seguir em frente, independente de qualquer desilusão. Além disso, tem a aptidão de transferir sentimentos para contextos adequados, conter seus estímulos, exercitar o sentimento de gratidão, e principalmente, encorajar os outros, despertando intimamente as maiores propensões e fazendo com que participem de esforços coletivos.

 

Postado por Tatiana Castro.